OpenStreetMap

Diary Entries in Brazilian Portuguese

Recent diary entries

Simple 3D buildings, meus primeiros testes

Posted by edilqueirozdearaujo on 2 February 2016 in Brazilian Portuguese (Português do Brasil)

O OpenStreetMap é mais que um mapa. É um verdadeiro banco de dados livre do mundo, onde você também pode colaborar. Esse mapa pode tanto representar o mundo de forma plana quanto tridimensional com Simple 3D buildings.

Compartilho os resultados dos meus primeiros passos nesse artigo:

http://projetorgm.com.br/blog/conhecimento-envolvido/tutoriais/simple-3d-buildings-mapeamento-3d-do-mundo-real-de-forma-simples/ imagem...

Muita coisa para mapear em Pernambuco/Brasil

Posted by Ivaldo on 2 February 2016 in Brazilian Portuguese (Português do Brasil)

Embora esteja baseado em Campo Grande-MS/Brasil, estou trabalhando na criação, classificação e ajustes nas rodovias de Pernambuco, meu estado natal.

Pude perceber que existem muitas cidades médias (entre 15.000 e 50.000 habitantes) que ainda não estão no mapa. Além disso, muitas cidades maiores - acima de 50.000 habitantes - estão com o mapa incompleto, vias sem nomes, etc,

Então quem tiver meio ocioso e quer mapear algo, vá para Pernambuco e melhore o mapa de lá, pois existe muito trabalho a ser feito.

A minha ideia inicial é focar nas rodovias (criação, classificação e ajustes), pois existem muitas incorreções nas referências e classificação também, além de muitas que não estão no mapa. Depois vou trabalhar nas cidades.

Cidade de Rodeio / SC / Brasil

Posted by Tomio on 21 January 2016 in Brazilian Portuguese (Português do Brasil)

O Prefeito PAULO ROBERTO WEISS da cidade de Rodeio / SC / Brasil, através da Diretora de Cultura e Turismo Sra. Arlete Regilene Scoz, forneceu arquivo do cadastro urbano da cidade.

Com o arquivo, foi possível cadastrar todas as vias urbanas com seus nomes oficiais e alguns POI's no OSM. Este trabalho foi feito em maio de 2015, mas somente agora lembrei de registrar este fato no Diário.

Então, a utilização de aplicativos que utilizam o OSM como base de dados já está completamente funcional. Importante destacar que a cidade integra a Rota de Cicloturismo do Vale Europeu Catarinense.

A comunidade do Openstreetmap agradece ao Sr. Prefeito e sua equipe, pela contribuição e exemplar atitude.

Colaboração de arquivo de track de viagem pela América do Sul

Posted by Tomio on 20 January 2016 in Brazilian Portuguese (Português do Brasil)

O motoclicista Ademir Goulart registra suas incríveis aventuras de moto em seu blog http://www.goulart.pro.br/blog/ e também as viagens com seu gps.

Entrei em contato com ele, solicitando autorização para fazer o upload dos tracks gpx do seu blog para o Openstreetmap e ele prontamente e generosamente aceitou:

"...inteiramente a vontade para usar os arquivos GPX que estão lá no site e pode fazer upload a vontade no projeto OSM".

Estes arquivos são importantes para melhorar os traçados das vias do Openstreetmap. Uma das suas viagens pela América do Sul, passando por Balneário Camboriú (Brasil), Dionísio Cerqueira (Brasil), Bernardo de Irigoyen (Argentina), San Pedro de Atacama (Chile), Iquique (Chile), Moquegua (Peru), Puno (Peru), Cusco (Peru), Puerto Maldonado (Peru) e Rio Branco (Acre/Brasil), já foi feito upload para o OSM:

http://www.openstreetmap.org/user/Tomio/traces/2099223

A comunidade OSM agradece a colaboração deste generoso aventureiro. Que seu exemplo inspire outras colaborações pelo mundo!!!

Sitio

Posted by adrifer on 11 January 2016 in Brazilian Portuguese (Português do Brasil)

Simas

Location: Itaúna, Saquarema, Microrregião Lagos, Mesorregião Baixadas, Rio de Janeiro, Região Sudeste, Brasil

Telegram group for Brazilian mappers.

Posted by Bonix-Mapper on 10 January 2016 in Brazilian Portuguese (Português do Brasil)

Folks,

I created a channel and a group in the telegram as an attempt to establish instant communication between us.

I think we could use this tool to ask questions while we are mapping . We may require and provide help as we do the mapping.

Channel : http://telegram.me/osmbr

Group: https://telegram.me/joinchat/CrNiNwRNNKnaZnzS53diXg

It is an experience and maybe we can learn together how to exploit this form of communication . Hugs.


Pessoal,

Criei um canal e um grupo no telegram como tentativa de estabelecer comunicação instantânea entre nós.

Acho que poderíamos utilizar esta ferramenta para tirar dúvidas enquanto estamos mapeando.

Podemos solicitar e fornecer ajuda enquanto realizamos o mapeamento.

Canal http://telegram.me/osmbr .

Grupo https://telegram.me/joinchat/CrNiNwRNNKnaZnzS53diXg

É uma experiência e talvez possamos aprender juntos como explorar esta forma de comunicação.

Abraços.

ET do Independence Day

Posted by lgsreal on 5 January 2016 in Brazilian Portuguese (Português do Brasil)

Sem querer o que a gente mapeia acaba lembrando algumas formas ou objetos...

Hoje mapeei o ET do Independence Day: ET OSM Me lembrou o ET da cena em que eles estão plantando a bomba na nave mãe: ET Independence Day

Location: PR-498, Floraí, Microrregião Floraí, Mesorregião Norte Central Paranaense, Paraná, Região Sul, Brasil

E lá se foi 2015, que venha 2016

Posted by Marcos Medeiros on 1 January 2016 in Brazilian Portuguese (Português do Brasil)

Conheci o OSM quando o OruxMaps deixou de disponibilizar as imagens do Google como camada de fundo. Eu usava o Orux para diversas coisas, mas principalmente como GPS nas trilhas que fazia na área rural do município onde moro, então as imagens do google offline eram muito úteis.

Quando as imagens do google deixaram de ser uma opção no Orux passei a investigar as outras camadas disponíveis e acabei na página do OSM usando o ID meio que de brincadeira (devo ter passado muita raiva nos mapeadores experientes nessa época), aos poucos percebi o potencial do OSM em tudo o que eu precisava de um mapa e até muito além disso.

Nessa época passei a mapear a área urbana do município onde moro e depois fiz a mesma coisa nos municípios vizinhos. Logo passei a mapear as estradas rurais e os córregos, ribeirões e rios (para as trilhas).

Em junho o usuário santamariense me apresentou o JOSM (que passei a usar com muita relutância), que hoje é meu editor padrão.

Com o tempo fui criando "metas" para me manter motivado no mapeamento, entre elas fazer contribuições em todos os estados brasileiros, mapear 70% dos dias em 2015, mapear as ruas da área urbana de todos o municípios com menos de 3000 habitantes em Minas Gerais e Goiás, mapear todo o Rio Tijuco (o maior do município onde moro) Mapear toda as ruas do Município de Araguari...

Acredito que consegui evoluir muito como mapeador esse ano e espero continuar em 2016, meus sinceros agradecimentos aos usuários que me ajudaram nessa caminhada em especial ao santamariense.

Seguem decalques do HDYC das minhas contribuições em 2015:

Evolução das contribuições

Como eu contribui em 2015

Location: Ituiutaba, Centro, Ituiutaba, Microrregião Ituiutaba, Mesorregião Triângulo Mineiro/Alto Paranaiba, Minas Gerais, Região Sudeste, Brasil

Mapeamento das Escolas Públicas do Distrito Federal

Posted by chrmorais on 15 December 2015 in Brazilian Portuguese (Português do Brasil)

Coordenações Regionais de Ensino atualizadas até o momento: Brazlândia, Ceilândia

Iteração 01 tarefas realizadas:

  1. Desenho do polígono da área da Escola;

  2. Atualização da Nomeclatura de acordo com os dados publicados no site da Secretaria de Educação do DF.

  3. Inclusão de Nota informando a Coordenação Regional de Ensino da Escola;

  4. Inclusão do Código INEP, identificador único da Escola no Ministério da Educação. Será útil para automatizar o processo de atualização das informações da Escola, bem como para o desenvolvedor que necessitar utilizar a localização geográfica conectada às suas bases de dados.

Fonte das Informações das Escolas de Ceilândia

+ de 3000 edições

Posted by Ivaldo on 6 December 2015 in Brazilian Portuguese (Português do Brasil)

Ontem à noite (05/12/2015) ultrapassei as 3.000 edições, no OSM, desde julho/2014. Na verdade o meu foco não é esse (pontuação), mas sim mapear e melhorar o mapa da minha cidade, do meu estado, além de outros locais por onde visitei ou costumo visitar.

Logística

Posted by NataniCardoso on 26 November 2015 in Brazilian Portuguese (Português do Brasil)

E por fim, a etapa final (etapa 11), foi a tão esperada 'aula de campo', nessa etapa todos os integrantes do grupo foram até o ponto que os foi dado e fizemos alguns levantamentos: analisamos a quantidade de semáforos, hidrantes, faixas de pedestres, pontos de ônibus, carros, bicicletas, motos e caminhões que transitam por lá em um intervalo de aproximadamente 15 minutos em horário de pico. Pesquisamos também quais as linhas que circulam por lá diariamente e os pontos de referência como lojas, bares e ruas que ficam localizados nas proximidades do local.

Ao término de todas as etapas assim então, podemos criar o mural o preenchendo com "pod casts" em que neles se encontram informações sobre nosso trabalho e também contendo informações importantes para as pessoas que conseguirem ver poderem se localizar melhor dentro de jacaraipe. Assim chegamos ao fim do nosso trabalho.

Trabalho de logística

Posted by Sara Cristina Silva on 26 November 2015 in Brazilian Portuguese (Português do Brasil)

G5 - Marcação de um ponto próximo ao Big San (Abdo Saad - Rua Fortaleza) Ponto marcado - Banco Itaú

Trabalho de logística

Posted by Ana Luiza Fernandes on 26 November 2015 in Brazilian Portuguese (Português do Brasil)

Chegamos ao fim do nosso trabalho de logística sob a orientação da professora Patrícia Leal. Ao longo desse 3º trimestre descobrimos uma nova forma de olhar para o nosso bairro, não só o bairro em que moramos, aprendemos à ver a geografia, o estudo com mapas de uma forma mais divertida e agradável. Espero poder continuar usando a plataforma para mapear algo que ajude na melhoria da infraestrutura, locomoção, entre outras coisas para ajudar as pessoas ao meu redor. Ana Luiza Fernandes, 2ºm01

Paradoxo dos Direitos Autorais

Posted by santamariense on 26 November 2015 in Brazilian Portuguese (Português do Brasil)

Hoje me veio esta luz e decidi refletir sobre isto e compartilhar com vocês meus pensamentos.

Próximo a minha casa há uma sanga e nunca na minha vida ouvi falar que ela tinha um nome. Era, apenas a "sanga". Quando já adulto, tomando gosto por mapeamentos, por melhor conhecer o município onde moro, acabei descobrindo que há um nome, ou pelo menos o IBGE tem um nome pra ela. Depois desta descoberta passei a incorporar este nome no meu vocabulário e transmitindo este conhecimento, outras pessoas passaram a usar este nome também.

Então surge uma questão: O fluxo de conhecimento não deveria ser em sentido contrário? Que da cultura popular surgisse um nome para esta sanga?

Sempre gostei de mapas. Até hoje tenho mapas impressos do município que sempre gosto de ver. O fato é que muito da geografia do município aprendi por estes mapas. Alguns nomes geográficos, que até nem conhecia, aparecem nas mais variadas fontes de mapas e, muitos nomes parecem ser desconhecidos, esquecidos, unusuais, ou "devorado por povoação mais complexas que, ao se estabelecerem, receberam um novo nome".

Eu absorvi boa parte deste conhecimento como sendo verdadeiro. Eu conheci muito da minha cidade a partir deles. Daí vem uma questão: Estou eu violando direitos autorais ao pôr nome em um objeto no OSM que eu assimilei ter este nome, muitas vezes sem saber de onde tenho este conhecimento? Sem ao menos ir lá em outro mapa, copiar, ir no OSM, colar?

Daí vem aquela questão que abordei em alguns diários atrás. Se eu aprendi o nome errado de uma rua, por exemplo, em determinado mapa, absorvi aquilo como verdadeiro, passei a usar aquele nome no dia a dia para explicar onde fica tal lugar, ...Estou eu violando direitos autorais, e sujeito a ser enquadrado como bandido pela lei "Easter Egg"?

Não estou eu aqui querendo salvar a pele de ninguém, e nem ao menos generalizando, até porque cada caso é um caso. Mas é algo que existe e precisa ser refletido.

Como exemplo cito o caso da empresa Esmeralda Espaço de Festas, que usa como endereço o nome de Rua João Pereira Henrique, enquanto que, na verdade é Travessa João Pereira Henriques (nome oficial). E se formos investigar a fonte deste nome, descobre-se que usam o nome errado (ou ao menos não oficial), o Google e o Waze.

Tenho conhecidos que também usam verbalmente este nome, provavelmente aprenderam erroneamente no mapa do Google/Waze. Mas que, pela astronômica grandeza de uma empresa, o que é errado vai sendo absorvido ao longo do tempo como verdade... - Daí eu pergunto, é violação de direitos autorais colocar no OSM este nome como nome alternativo da rua se ele foi incorporado ao dia a dia das pessoas?

Um caso diferente, que conheço aqui em Santa Maria, é o caso da Estrada José Santo Fighera. O nome da pessoa homenageada é este. Há uma placa com este nome na esquina com A RSC-287 e outra com a RS-511 - provavelmente afixada pelos próprios descendentes. Fighera é com h mesmo, e é o sobrenome de uma família do local, onde é fabricado o Arroz Fighera. Santo é um nome e não sobrenome, como em Santos. Daí que ao longo dos anos foram distorcendo este nome pela própria legislação municipal. O nome oficial dela agora é José Santo Figueira. Uns até utilizam José dos Santos Figueira.

Então volto eu ao caso da João Pereira Henriques. Será que o nome dele (pessoa) não era com final sem "s" mesmo, e a prefeitura modificou seu nome ao oficializá-lo? E que no final das contas quem sabe não foi um morador daquela rua que contribuiu com o google/waze e colocou este nome porque conheceu o homenageado pelo nome da rua? Porque afinal de contas já vi pessoas utilizar este nome e se formos pegar como exemplo a José Santo Fighera percebemos que isto pode sim ter acontecido.

Enfim, o que se observa pela internet de um modo geral, e isso se aplica também a mapas, é uma nuvem de conhecimentos onde a verdade das coisa (dos objetos em mapa) tendem a ser estabelecida pela "maioria de votos" ou por "quem grita mais alto" (mega empresas internacionais), estando eles certo ou errado.

x

Posted by Quionzo on 26 November 2015 in Brazilian Portuguese (Português do Brasil)

x

Atualizando

Posted by Lucas Carvalho Gava on 26 November 2015 in Brazilian Portuguese (Português do Brasil)

No dia 17/11/15 fomos a campo fazer nosso roteiro de pesquisa, Refizemos um croqui usando como base o nosso antigo, só que agora focando na rua, nos buracos, nos quebra molas nas faixas de pedestres e etc.. Fizemos um podcast da via, falando um pouco das suas coisas e gravamos um vídeo 360° graus do nosso ponto. Fizemos um documento Word levando em consideração tudo o que já foi feito e pesquisado, falando um pouco sobre cada. Realizamos uma pesquisa obtendo 10 questões sobre como era a vinda dos alunos para a escola, se a rota ate a escola era segura o que e preciso melhorar e varias outras coisas. depois de fazer essa pesquisa fizemos gráficos sobre os dados coletados. Eu fiz a demarcação de um novo local próximo a minha área a ser pesquisada é criamos os Qr codes

Trabalho de geografia

Posted by Matheus Alves on 25 November 2015 in Brazilian Portuguese (Português do Brasil)

Até este exato momento eu me cadastrei nesse site e ajudei com o trabalho de pesquisa, até agora eu não encontrei muitas dificuldades.

Bairros de Campo Grande/MS (delimitação)

Posted by Ivaldo on 25 November 2015 in Brazilian Portuguese (Português do Brasil)

Finalmente finalizei a delimitação dos bairros de Campo Grande/MS. Um trabalho extremamente cansativo, mas para mim muito gratificante e uma das coisas que mais gosto de fazer no OSM.

Antes já tinha trabalhado na delimitação de bairros isolados na região do DF e entorno (RIDE) e também em projetos completos, mas de cidades memores, como Formosa/GO, Santo Antônio do Descoberto/GO, Jataí/GO e Itaporã/MS.

Esse foi o trabalho mais complexo de delimitação (através de Relações) que já fiz. Foram 72 bairros no total. O desafio em se delimitar bairros não é apenas o processo em si, mas as muitas incorreções e problemas que encontramos (desalinhamento em relação à imagem de satélite é o pior deles), pois diminui a exatidão dos limites. No meu caso, quando encontro o problema já corrijo... não tem outro jeito, por isso o processo se torna mais complexo.

Contei com a ajuda do usuário OSM muzito. na delimitação de alguns bairros - trabalho que ele continua nos limites das parcelamentos ou subbairros, que não é o meu foco agora. Grato muzito

Segue relação dos bairros:

Tarefa Final

Posted by Mariana Munhão on 25 November 2015 in Brazilian Portuguese (Português do Brasil)

Meu nome é Mariana Sutil Munhão sou da turma 2M03 e pertenço ao G-1. Neste diário irei falar sobre a atividade final do nosso trabalho de logística, a professora nos deu um papel com as atividades que eram pra fazer e no final montar o mural. Nessas atividades foram inclusas: fazermos um outro croqui do nosso ponto mas detalhado do que o primeiro, fazer um vídeo 360º do local e gravar um podcast falando da sinalização, pontos de ônibus, etc, junto a isso a professora nos deu uma folha com várias perguntas para respondermos quando estivéssemos la, perguntando qual o tempo semafórico, quantas faixas tem na via, quantos hidrantes, quantos semáforos, etc... Fazer um documento no word falando de tudo o que ja fizemos em todo o trabalho, fazer outro documento no word colocando gráficos representando os cálculos que fizemos em relação as perguntas do T10 que aplicamos nos alunos da escola e comentando sobre eles. E tivemos que fazer a criação de QR codes das coisas que a professora pediu, que foram: croqui, horário e itinerários do ônibus que ficamos responsáveis que foi o 818, um podcast que postamos no podbem e duas marcações que fizemos perto no nosso ponto. Fazendo isso chegamos a atividade final do trabalho hoje, dia 25/11/2015 montando o mural. Gostei muito de fazer esse trabalho, pois foi uma atividade que eu nunca tinha feito, muito divertida e confesso que passei a ver o bairro em que eu moro com mais atenção.

Trabalho de Logística

Posted by Letícia Farina on 25 November 2015 in Brazilian Portuguese (Português do Brasil)

Sou Letícia, estudante da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio “Jacaraípe” da turma 2°M03, juntamente com a professora Patrícia Leal da disciplina de Geografia estamos realizando um trabalho de Logística em Jacaraípe onde fizemos muitas atividades interessantes e diferentes. Meu grupo ficou responsável pelo ponto da Av. Abdo Saad de encontro com a Av. Minas Gerais: T1. Foram feitos um croqui e uma pesquisa sobre horário e itinerário de ônibus que passavam na região. (Feita pelo grupo) T2. Criei meu perfil aqui no OSM T3. Fazer diário e marcação de algum ponto no mapa. T4. Fazer marcação da linha de ônibus no mapa T5. Gravar um podcast (áudio) e postar no site do podbean.com T6. Debate na sala de aula cujo tema foi “O carro é o novo tabaco” T7. Fazer uma marcação individual no mapa T8. Fazer uma pesquisa com um morador antigo que more na região T9. Entrevistar estudantes sobre o meio de transporte utilizado para seu trajeto na escola T10. Responder um questionário T11. Juntamente com a professora fazer um mural para demostrar o trabalho feito. Foi um trabalho diferente onde pude ter uma visão mais ampla do local onde eu moro.

Older Entries | Newer Entries